Laboratorio Otico Rigor Sobre o Laboratorio Rigor Lentes, equipamentos Processo de Surfaçagem, Processo de Coloração e Tratamento Anti-risco, PRODUÇÃO – Montagem Fique de Olho noticias Area do Cliente contato

FIQUE DE OLHO
O Olho Humano
  - Anatomia
  - Deficiências

Lentes
  - Tipos
  - Materiais
  - Tratamentos

Glossário

Artigos Especiais

Lentes Materiais


MATERIAL
A escolha do tipo de material está ligada diretamente à rotina de cada um. Um atleta, por exemplo, tende a optar por uma lente com maior resistência.

Antes de partir especificamente para uma explicação dos materiais, precisamos entender um fenômeno de fundamental importância na elaboração das lentes: a refração.

 

Repare bem na figura ao lado. A varinha dentro de um copo cheio dágua parece que está torta, mas na verdade esse é o efeito que chamamos de refração. Refração é o desvio que a luz sofre ao atravessar dois meios de diferentes densidades.

Refração também é a relação entre a velocidade da luz no vácuo e num meio mais denso. Ao penetrar perpendicularmente num meio mais denso, a luz perde sua velocidade.




 


 

 

 


ÍNDICE DE REFRAÇÃO
Para sabermos o índice de refração de um determinado material, seguimos a seguinte fórmula:

Colocando na fórmula: a velocidade da luz no ar é de 300.000 km/h. Vamos supor que temos uma lente específica cujo material permite que a velocidade da luz através dele seja de 200.000 km/h. Logo teremos:

n = 300.000/200.000
n= 1.500 (uma lente com índice de refração igual a 1,500)


Vidros e resinas ópticas têm diferentes índices de refração e conseqüentemente diferem quanto a peso e espessura em função dessa diferença. Veja abaixo:

O índice de refração influencia diretamente tanto na espessura quanto no peso da lente. No caso das lentes positivas (ou convergentes) quanto maior o índice de refração, mais finas elas ficam no meio; já no caso das lentes negativas (divergentes) mais finas elas ficam nas bordas. Com relação ao peso, no caso das lentes minerais, quanto maior o índice de refração, mais fina e mais pesada fica a lente. Para resina e policarbonato, quanto maior o índice de refração, mais fina e mais leve fica a lente.

Número ABBE

Outra característica importante em uma lente é seu valor ABBE. Valor ABBE é a capacidade que um material transparente tem de manter fundidos os vários comprimentos de ondas contidos num feixe de luz branca. Assim, quando um material transparente tem alto valor ABBE, ele passa fidedignamente a cor e a forma de cada objeto visualizado; quando tem um baixo valor ABBE, ele deixa vazar franjas coloridas nas bordas dos objetos observados, além de “deformá-los”. Este fenômeno é comumente chamado de ABERRAÇÃO CROMÁTICA.

Um dado importante a ser levado em consideração: valor ABBE e índice de refração não têm uma relação direta. Isso significa que uma lente de alto índice pode ter número ABBE alto ou baixo. Veja alguns exemplos:

EXEMPLOS

VALOR

ÍNDICE DE

DE LENTES

ABBE

REFRAÇÃO

Cr 39

58

n= 1.499

Ormex

37

n= 1.561

Mio - Hyper – Light

40

n= 1.561

Lite 1.6 ,Sola Light

41

n= 1.600

Stylis, Sola Light

32

n= 1.670

Spectralite

47

n= 1.537

Policarbonato

29.5

n= 1.586

Cristal

59

n= 1.530

Trivex

43

n= 1.530

H. Lite 1.7 (Tital)

39.3

n= 1.700

H. Lite 1.8 ( Lantal )

35.4

n= 1.800

H. Lite 1.9 ( Lantal)

30.3

n= 1.900

Cristal 1.6

42.8

n= 1.600

Transitions

57

n= 1.502

Sun sensors

38

n = 1.560

     
LENTES CRISTAIS


As lentes de cristal (ou minerais) são menos resistentes e mais pesadas do que as de outro tipo de material. Esse tipo de lente tem grande utilização para usuários que estão freqüentemente expostos a regiões com vento e areia, trabalham na construção civil, etc, pois arranham com menos facilidade do que os demais materiais. O vidro crown é o cristal mais utilizado para uso oftálmico.


LENTES ORGANICAS

ORGÂNICA COMUM
São lentes em resina orgânica com índice de refração 1,499 ou 1.502 com maior resistência a impactos do que as lentes minerais, porém arranham com mais facilidade, sendo necessário maior cuidado no seu manuseio.

ORGÂNICA DE ALTO ÍNDICE
São lentes de resina mais finas do que as orgânicas comuns. Costumam ser mais adequadas para pessoas com altas dioptrias. As lentes a partir de 1,560 já podem ser consideradas de alto índice.

LENTES DE POLICARBONATO

Uma lente altamente resistente, muito utilizada para armações de 3 peças, porém arranha com facilidade, o que torna o tratamento anti-risco ser obrigatório. Ideal para atletas ou pessoas que precisem de óculos mais resistentes. São mais leves e mais finas do que as lentes orgânicas comuns.

NOVOS MATERIAIS

Com os avanços da tecnologia, podemos observar o desenvolvimento de outros materiais que permitem reunir várias qualidades em uma única lente.

LENTES STYLIS - As lentes Stylis são lentes de alto índice com maior resistência do que as de resina orgânica, permitindo inclusive montagem em armações aparafusadas. Suas principais características são: espessura reduzida, leveza e transparência. Têm ultraproteção contra os raios UV (400nm). Por terem tratamento Crizal obrigatório, são resistentes a arranhões e fáceis de limpar.

LENTES TRIVEX – As lentes do tipo Trivex são tão resistentes quanto as de policarbonato, porém com um número ABBE muito mais alto (43), anulando assim a aberração cromática e os efeitos prismáticos. Também possuem ultraproteção UV e são lentes relativamente finas pois possuem índice de refração de 1.53.