Laboratorio Otico Rigor Sobre o Laboratorio Rigor Lentes, equipamentos Processo de Surfaçagem, Processo de Coloração e Tratamento Anti-risco, PRODUÇÃO – Montagem Fique de Olho noticias Area do Cliente contato

FIQUE DE OLHO
O Olho Humano
  - Anatomia
  - Deficiências

Lentes
  - Tipos
  - Materiais
  - Tratamentos

Glossário

Artigos Especiais

Lentes - Tratamentos


 
Filtros Protetores
 
1) Tratamentos
 
Anti–Reflexo
 
Sua finalidade é filtrar a luz branca. As lentes comuns filtram até 91% da luz, com o tratamento anti-reflexo a filtragem é de 99%. Elimina o cansaço visual, as lentes ficam mais resistentes aos arranhões e impactos, diminuem os anéis nas bordas das lentes negativas e a parte estética da lente positiva fica quase imperceptível.
 
 
Anti–UV
 
Nem todo tipo de luz pode ser percebido pelos olhos humanos, apenas as compreendidas entre 400 e 790 nanômetros. A luz ultravioleta é invisível e encontra-se na faixa entre 220 a 400 nanômetros, assim como a infravermelha, que está acima de 790 nanômetros.
 
Os raios ultravioletas são divididos em 3 faixas, UVA, UVB, UVC.
UVA – entre 315 e 400 nanômetros, não são absorvidos pela camada de ozônio. São menos nocivos aos seres vivos, pois estão mais próximos da luz visível.
UVB – entre 290 e 315 nanômetros, parcialmente absorvidos pela camada de ozônio, causam sérios danos à pele e aos olhos. Podem causar queimaduras na pele e danificar a córnea.
UVC – entre 220 e 290 nanômetros, são muito perigosos, mas não atingem a crosta terrestre, já que o ozônio os absorve.
 
A proteção 100% UV filtra os raios solares até 400 nanômetros, além de aumentar a transparência das lentes. Este tipo de tratamento tem coloração ligeiramente âmbar.
 
 
Blue block
 
Os tratamentos Blueblock FB 500 e FB 550 absorvem os raios UV-B e UV-A e todo espectro azul. Preventivo indicado para portadores de catarata, distrofia corneana, degeneração macular e retinose pigmentária.
 
 
Vídeo filter
 
Recomendado para usuários de computador. Tem 100% de proteção ultravioleta, suaviza a luz das telas, absorve os reflexos, elimina as ondas eletromagnéticas, reduz o cansaço visual e a sonolência. Tem coloração levemente azulada.

 
 
Night drive
 
Recomendado para motoristas dirigindo à noite. Tem 100% de proteção ultravioleta, reduz os reflexos dos faróis e espelhos, melhorando a visibilidade e diminuindo o cansaço visual e a sonolência. É igualmente eficaz quando utilizado com mau tempo (chuva, neblina).Tem coloração amarelo claro.
 
 
Tratamento espelhado
 
Absorve 100% dos raios UVA e UVB sendo o filtro solar mais eficiente. Recomendado para atividades ao ar livre e em dias ensolarados.
 
 
Lentes Polarizadas
 
As lentes polarizadas filtram até 99% do brilho ou luz refletida na horizontal, deixando passar apenas a luz vertical. São extremamente úteis para quem costuma dirigir sob a luz do pôr/nascer do sol e em situações onde haja reflexo da luz (ambientes com piscina ou áreas espelhadas/envidraçadas) que cause ofuscamento da visão.
 
2) Coloração
 
Verde – cor mais perceptível pelo olho humano. Indicada p/ atividades ao ar livre – absorção de 35 a 85%.
 
Cinza – É a cor que menos distorções provoca nas imagens.
 
Marrom Neutraliza a luz azul. Indicada para atividades ao ar livre e neblina.
 
Rosa – É a cor mais recomendável a pessoas expostas à luz ultravioleta (dentistas, por exemplo, que utilizam o fotopolimerizador, aparelho que emite grande quantidade de UV).
 
 
3) Fotocromáticas e fotossensível
 
A diferença entre fotocromáticas e fotossensíveis está no modo como é feito o tratamento. Na lente fotocromática (ou foto-orgânica) o material é inserido na massa. Na lente fotossensível, o tratamento é uma película que reveste a parte externa da lente.
 
Pela própria característica do tratamento em massa, a lente fotocromática costuma dar diferença de cor. Em lentes negativas ficam mais escuras nas bordas e mais claras no centro. Em lentes positivas ficam mais escuras no centro e mais claras nas bordas. Na lente fotossensível, essa diferença não existe porque a película é aplicada uniformemente.
 
Outro dado relevante é o modo de ativação de cada uma delas: lentes fotocromáticas são ativadas principalmente pela luz solar e lentes fotossensíveis são ativadas principalmente pelos raios ultravioletas.
 
As lentes fotossensíveis atuais evoluíram bastante e, dependendo da intensidade dos raios UV, podem chegar ã tonalidade de uma lente solar. A ativação/desativação também está mais rápida do que nas primeiras versões de fotossensíveis que surgiram.
 
Um exemplo dessa evolução é a lente Transitions V, cuja ativação é 3 vezes mais rápida do que na geração de Transitions anterior.
 
Um dado importante: somente lentes de cristal podem ser fotocromáticas. Todos os outros tipos de materiais são fotossensíveis.